Lá no BRASIL. – Texto de Rita Alexandrina Borges

Não nego o sangue! Todas aqui na minha casa escrevem bem. O presente texto foi escrito pela minha mãe, um desabafo no facebook, e estou compartilhando-o aqui porque são coisas que eu mesma tenho sede de dizer, mas a mordaça do bom senso às vezes me impede. Clara Borges de Medeiros

“Pensei que vivia no Brasil, na bandeira de lá está escrito ORDEM E PROGRESSO, aqui não tem nada disso, os honestos tem que ficar presos em casa e os bandidos, livres, leves e soltos para exercerem suas profissões altamente rentáveis, em cinco minutos eles recebem 4.588,65 centavos sem muito esforço que com um instrumento que não é maior que um martelo, mas tem poder de vida ou de morte, a escolha é sua, se colaborar vive se não colabora e morre, o mais incrível é que tem a segurança de não serem seguidos pela justiça, (a justiça vai me processar por falar a verdade? Que me processe) são outros que ganham sem trabalhar, dá para se contar nos dedos os que fazem a coisa certa, posso até começar a contar nossas experiências, mas ninguém vai conseguir ler, melhor escrever um livro em capítulos pequenos assim é mais fácil, talvez alguns leiam, todos os processos de um processo, e a verdade que se torna mentira e a mentira se torna verdade dentro de um fórum?, e a vítima que passa a ser réu e o réu passa a ser vítima, posso falar de um que me fez até querer dividir meu dinheiro com ele? melhor não prá que né? água passadas não movem moinho, mas a agúa podre contamina um rio para o resto da vida, bom para nós CRISTÃOS que cremos no SENHOR JESUS CRISTO, que somos lavadas e remidas no seu sangue derramado no CALVÁRIO temos a felicidade de sermos descontaminadas pelo seu sangue e saciadas pela água pura da vida, esse é o nosso conforto, mas voltando ao assunto, não me lembro bem o texto sei sim que Olavo Bilac já falava dos tempos atuais, o ser humano teria vergonha de ser honesto, e eu digo que hoje com uma arma na mão, com um bom dinheiro de propina, com uma corrupçao bem organizada, aliás diga-se de passagem neste lugar onde vivo que não é o BRASIL, porque lá há ORDEM E PROGRESSO, corrupto ocupa o lugar do honrado, o honrado tá na cadeia, é uma cadeia diferenciada, é em sua casa, as vezes o honrado tem que ter uns gurda para guardá-lo, senão ele fica desguardado e pode correr o risco de sofrer a pena de morte, neste lugar onde vivo, é perigoso at´´e para sair e fazer uma boquinha no restaurante alí da esquina, neste lugar onde vivo, tem toque de recolher, vai depender do lugar, com uma boa conversa quem sabe vc pode se sentar numa cadeira na porta de casa e pegar o frescor do entardecer como acontecia lá em Pirapora uma cidade da barranca do São Francisco, acho que lá que é no Brasil, deve continuar assim tranquila, tranquila, aqui onde moro neste lugar que não sei o nome ainda, pq não é o Brasil, nós não podemos ter razão nem direitos, eles nos são levados antes mesmo de entrar em casa, aqui vc não pode chorar nem sorrir, nem trabalhar tbm, nem corrigir filho tbm, nem aqui vc não pode nada, mas até que tá um pouquinho bom, pelo menos posso escrever aqui na internete com meus botões, falar pra mim mesma, talvez até para alguns amigos, que me queiram bem de verdade, dá minha amargura, tristeza, de viver em um país sem nome, queria viver lá no Brasil, lá tem ORDEM TEM PROGRESSO, lá não passam fome, todos trabalham não tem nem bandido, nem precisa de polícia, nem de médico precisa, porque todos se alimentam muito bem tem de tudo, não tem nem remédio, prá que remédio e hospital se ninguém fica doente, ah no Brasil a educação é de primeira qualidade, tudo de graça, porque é o maior imposto cobrado no mundo, e sabem do que mais por causa da Ordem e do Progresso, vai tudinho, tudinho mesmo para as escolas e faculdades, não tem nem favela, nem pobreza lá, pior é que não sei como ir para lá, nem tem mapa, o povo lá come todas as refeições, café da manha, lanche das dez, almoço as onze, lanche das duas, chá das quatro, janta das seis ou sete horas, boquinha das dez e se descuidar tem até ceia, aqui, nós só comemos na hora de dormir para economizar a comida do dia seguinte, senão não vai ter, eu tenho filhas formadas na faculdade, mas sabe como é aqui neste lugar, elas trablham de graça, tocam violoncelo e violino de graça para os gandões, prometem um monte de coisas para elas, até viajar para a frança, o pior vcs nem sabem, falaram que elas iam tocar em Manaus, uma cidade lá do Brasil, e elas não foram, pode?????
Pode, aqui até parente engana, pai engana filhos filhos enganam os pais, os filhos verdadeiro e sinceros são ignorados, desprezados, rechaçados, acreditem tem uns que até matam seus filhos para não os incomodarem, as vezes fico até com medo, é que sou mãe solteira, não, não era uma vadia, não não ficava em beira de cais não, trabalhava com muito gosto na empresa dos meus sonhos, a V A R I G, aquela da ESTRELA BRASILEIRA, era ótima, aliás era lá no BRASIL, adorava, era muito feliz, lembro das vezes que atravessei o pátio do Aeroporto Santos Dumont, papeando com meu presidente querido Sr. ERIC de Carvalho, era uma pessoa simples e falava com seus funcionários, era no BRASIL, por isso que minha empresa era a Estrela Brasileira no Céu Azul, sou testemunha viva de que isso foi verdade, ela quebrou com o último presidente e me quebrou todinha também, quebrou meus sonhos, não recebi nadinha, nadinha, nadinha da minha causa trabalhista, nem o auxílio desemprego, nada, nada, por isso qdo falo prá vcs que o DEUS DA CRUZ me guarda cada dia, guarda minhas filhasw minha vida minha casa, é prá voces acreditarem nem vou contar muito, porque como já falei vou escrever um livro, detalhado da minha vida vou falar de Renato Gonzalez de Medeiros, pai da minha filha número um, e vou contar tudinho, mas tudinho mesmo, de Jose Raimundo Ribeiro Filho pai da minha filha número dois, nunca fui vadia, como quiseram me descrever nos processos de reconhecimento de minhas filhas, o José foi amor, amor verdadeiro, se ele tiver um mínimo de consciência ele vai reconhecer nem que seja para si mesmo, e se for HOMEM vai tirar a máscara, e se tornarpá outra pessoa, não a mentira que é, como tantos por aí, esse mora no mesmo lugar que eu, ele não mora no Brasil, o Renato tbm, não mora no Brasil, lá tem ordem tem progresso, tem justiça aqui não tem nada disso, aqui é o contrario do Brasil, o mau é bom o bom é mal, o certo é errado o errado é certo, o feio é bonito o bonito é feio, o rico é rico e o pobre é uma merda, a mentira é verdade a verdade é mentira, aqui não tem nem amor nem ódio, aqui só tem desprezo e frieza, por isso que quem ama sofre, sofre calada que nem suvaco de aleijado, aqui não tem triste nem feliz, tem o que se dá bem a qualquer custo nem que seja com o sangue do outro, vida/ aqui só tem valor prá JESUS CRISTO, e só tem valor para ELE porque ELE deu a sua vida em troca da minha, ESSE SIM É O ÚNICO E VERDADEIRO, só por ELE eu creio que , ainda viveremos um pouco melhor e quem sabe JESUS CRISTO ME AJUDA A chegar no BRASIL onde tem ORDEM E PROGRESSO, VAMOS TER FÉ.” – Rita Alexandrina Borges.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s