O Recuo da Razão

O coração pulsa forte no peito,
Como se quisesse rasgar o corpo
E voar rumo ao infinito…

A alma ferida de jeito
Busca refúgio nas alturas,
No topo de um monte
Onde a ventania propaga um grito…

O coração dói,…
A alma grita…
O rancor corrói…
Mas o amor ressuscita!

No lugar onde foi ferido o coração,
Brota uma flor
Sem pedir permissão ou licença…
Por mais forte que seja a dor
Ou mesmo a decepção,
Persiste a ternura em invocar sua presença.

Que fazer com esta paixão cega e tola?
Sabe-se bem que não se pode mudar uma pessoa…

Clara Maria Cristina Borges de Medeiros
Niterói, 08 de Setembro de 2003.

Advertisements

2 Comments

  1. Nossa, gatinha, que bom que meu comentário foi importante para você! O Má falou para mim que você ficou feliz!

    Eu adorei todos seus poemas, são muito fofos! As imagens que você coloca também são muito lindas! Lindas mesmo!

    O Má tá muito feliz que você vai fazer o livro, ele falou para a redação inteira ver seu blog e comprar seu livro quando lançar! Foi até no 8º andar falar com eles! rsrsrs

    Beijinhos de mel, gatinha!

    Muita sorte!

    Like

    • Wow!!!!!!!!!!!!!! Eu não sabia q estava com essa bola toda!!!!! Eu já consegui uma proposta editorial, mas ainda não sei se ela é muito segura… Espero chegar a uma conclusão até o próximo dia 3 ou antes, para poder enviar uma resposta, agora, se vcs quiserem contactar outras editoras para ver o q elas acham, podem ficar à vontade… Enquanto isso eu vou trabalhando na seleção e digitação dos outros 200 poemas… heheh

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s