Atendendo a pedidos….

Ao cair da noite

Ao cair da noite, na cidade,
O burburinho e a agitação são constantes.
Bem distante, o sol se põe com serenidade…
Deixando no ar um aroma de primavera marcante.

Ao cair da noite…
O pensamento vaga no infinito…
Traços riscados  na lousa branca….
Um quadro do Rio… rusticamente bonito…

Ao cair da noite.,.
A inspiração que custa a manifestar-se
Finalmente desabrocha como flor…
No ar, sensações pairam…
E foi-se, da primavera, o odor…

Ao cair da noite, na cidade,
O burburinho torna imperceptível a poesia que paira no ar…
No centro do Rio, o movimento frenético do happy hour
Deixou passar a inspiração, que preferiu calar.

Clara Maria Cristina Borges de Medeiros
Niterói, 04 de Outubro de 2007.
Advertisements

1 Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s