Estou ficando neurótica!!!!

 
 
Questionar é humano…
 
Mas meus questionamentos às vezes me levam à beira da loucura… Claro que como todo ser humano eu tenho minhas indagações, especialmente com relação ao meu próprio estilo de vida… Minha religião… está aí, uma das minhas maiores fontes de dor de cabeça durante a minha fase questionadora…
 
Hoje de manhã eu estava a caminho de minha igreja, na rotina de todo santo domingo: Ir à igreja de manhã e à noite para adorar ao Senhor… até aí tudo bem, até porque, brasa fora do braseiro se apaga… Mas e quando isso perde o sentido para vc, para sua vida espiritual, como fazer para mudar essa situação? Pois então… Ontem participei de uma reunião de jovens que apresentaram as suas propostas para revolucionar o ministério durante o ano de 2007… Muito bem elaborado e organizado o projeto, mas ao invés de sair mais satisfeita, da reunião, me senti profundamente aborrecida com uma situação que já estava prevista… Ok!!! Em time que está ganhando não se mexe… Mas quer saber? Eu definitivamente já estou farta de ficar achando que assumir diversos cargos em uma igreja evangélica, ou ficar empregando o meu tempo todo apenas entre as quatro paredes de um templo é servir de coração a Deus. Passei 3 anos da minha vida neste esquema e quase me acabei. Então, a caminho do culto de todo domingo (com uma dor de cabeça muito incômoda por sinal) cheguei à conclusão que nem só de culto vive o cristão…
 
Cultuar a Deus é essencial, mas devemos tornar isto parte de nossa vida diária! Devo admitir que isso não é uma realidade muito constante na minha vida, mas pelo menos essa consciência já me leva a fazer diferença onde eu estou. Seja no Conservatório, ou no trabalho, ou que lugar for, não é pq vc fala o tempo todo de sua realidade na igreja que vc vai mostrar a profundidade de sua vida espiritual… Cristo, quando subiu ao céu, não disse aos seus discípulos: fechem-se em suas igrejas, me cultuem todos os domingos, levem visitantes e as pessoas serão salvas… Hoje de manhã, finalmente, tomei consciência de que sirvo muito melhor a Deus no dia-a-dia, quando entro numa sala de bate-papo para jogar conversa fora e assim que surge uma pessoa precisando de aconselhamento ou simplesmente de uma palavra amiga, e eu estou lá para dar um suporte, sem necessariamente ficar dizendo o tempo todo se vc não crer em Jesus vai para o inferno, do que indo de má vontade à igreja só porque tenho milhares de obrigações lá… que já me esgotaram o pouco de paciência que minha personalidade ansiosa tem! 
 
E com tantas neuroses incutidas pelo ser humano dentro das igrejas (como se já não bastassem as neuroses da nossa vida cotidiana), cultuar a Deus acaba deixando de ser um momento prazeroso e de comunhão… São milhares de atividades, cultos, reuniões, e nossa vida cristã acaba se resumindo a ir à igreja e participar de suas atividades… Eu quero tirar férias da minha igreja!!!
 
Vc não precisa estar entre quatro paredes para adorar a Deus… Mas vc precisa, sim, sentir o Seu infinito amor pulsando forte dentro do seu coração para se sentir espiritualmente vivo. Mais uma vez estou batendo na mesma tecla: precisamos amar uns aos outros… Se já é difícil amar a mim mesma, imagine ao meu irmão!? Que pensa diferente de mim, que não consegue compreender a maneira como me sinto… Como compreender ao meu irmão, quando não consigo me compreender? Como aceitá-lo, quando não consigo aceitar a mim mesma como sou? Como viver o EVANGELHO DE CRISTO à beira de um ataque de nervos? Como? Como? Como?…
 
Só existe uma saída! Lembrar que Deus é um Pai amoroso, e que como PAI, ele compreende o nosso coração e sabe, que por trás de tantos protestos, tantos questionamentos, tantas indagações, existe uma alma sedenta de Sua presença, e que sabe que estamos no mundo para temperar, e não ficarmos guardados no saleiro até perder o gosto.
 
  
Advertisements

1 Comment

  1. Oi, Clara!
    Vocë nao  está ficando neurótica. Entendo o seu desabafo e sei o quão é difícil servir a Deus dentro da maioria das comunidades cristãs onde a preocupação principal, muitas vezes, tem sido apenas o esforço exacerbado em "ganhar almas" com o eterno discurso de salvação. Eu nao acho que isso nao deva ser a preocupação da Igreja, mas creio piamente que, enquanto Igreja de Cristo,  precisamos , com urgëncia, refletir mais nossas ações e relações. Na minha opinião, o cristianismo puro e simples é , sobretudo, relacional. Precisamos aprender a nos relacionar uns com os outros em amor. Precisamos aprender a sorrir e a chorar com o outro. A sentir a dor do outro e ajudá-lo em seu fardo.O outro, envolve o meu semelhante e o meu diferente. A Igreja precisa, com urgëncia, estar aberta para as diferenças e isso só vai acontecer quando estivermos, realmente, dispostos a amar. É tarefa difícil, mas é a única solução. A Igreja está sem brilho, porque está sem amor.  Só o amor de Cristo para nos fazer brilhar e ser sal neste mundo tão corrompido e desumano.
    Passei e ainda passo por todos esses conflitos que estão no seu coração, daí a minha facilidade em entendë-la. Semprei me envolvi muito com atividades dentro da Igreja e teve uma época que eu estava tão "ativista" que quase perdi a mim mesmo. Virei um robö. Síndrome de Marta! Era só trabalho!  Até que me dei quando que não adiantava tanto esforço para servir a Deus se eu quase nao tinha tempo para conhecer o meu irmão. Estava rodeada de gente e, ao mesmo tempo, sozinha porque com tanto ativismo eu não dava, sequer, oportunidade de outros me conhecerem. Conclusão: não cuidava e nem era cuidada. 
    Acho que as férias que vocë citou no texto é necessária, mas não deve ser definitiva. É importante que tiremos um tempo para relaxar, refletir, ficar a sós com Deus, rever alguns valores…, mas desistir jamais.  A Igreja precisa muito de pessoas como vocë e sempre haverá alguém ao seu lado, ali dentro,  precisando do seu auxílio, do seu senso crítico, do seu carinho e atenção. Nao desista nao, tá: Vocë não está sozinha nessa luta. Estarei orando por vocë. beijinhos
    Ana Paula Lamego

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s